Desafios do cooperativismo agropecuário no ambiente digital

Ao pensamos em organizações tradicionais, com preocupações socioambientais e de enorme importância para a economia brasileira, as cooperativas agropecuárias logo nos vêm à mente. Contudo, devemos ter em mente os desafios do cooperativismo agropecuário no ambiente digital.

Organizações, muitas vezes centenárias, que trazem em seu propósito o desenvolvimento de sua comunidade sem deixar de lado o ambiente externo que os cercam, sendo reconhecidas mundialmente para sua contribuição à humanidade na geração de alimentos e recursos.

No Brasil, temos um solo fértil, sem grandes desastres naturais, com um potencial de plantio enorme a ser explorado e muitas oportunidades de aumento de produtividade. Unindo esta predisposição natural com os intuitos cooperativistas de nosso povo, somos um dos principais polos mundiais para nascimento de novas tecnologias no agronegócio, tanto para o ambiente de dentro da porteira quanto para o de fora.

Entretanto, estamos cientes de que há desafios do cooperativismo agropecuário no ambiente digital.

Tecnologia que proporciona proximidade no ambiente agropecuário

Ao tratarmos de novas tecnologias no agronegócio, logo pensamos em drones autônomos, tratores controlados remotamente ou sistemas integrados para acompanhamento do plantio, mas esquecemos da principal vantagem que a era da internet nos trouxe: A diminuição da distância entre as pessoas e o compartilhamento rápido de informações.

Quando trazemos essa vantagem ao ambiente cooperativista, nos deparamos com a realidade que o fazendeiro hoje, tem mais acesso a informações do que ele jamais teve antes, ele é curioso, comunicador e interessado em novidades, sem deixar de lado sua precaução tradicional.

Diante disso, a cooperativa que se utiliza destes canais de comunicação digital com seu cooperado, não só o fideliza à sua organização, mas também se demonstra como sua “guia” neste novo mundo que ele tem acesso.

Através de sua cooperativa, sempre em contato com seu cooperado, ele sabe o que deve fazer para aumentar sua produtividade, quanto está a cotação do seu grão, dar dicas, insights, realmente estar lado a lado com ele em sua propriedade.

Assim, os meios para estreitar esse relacionamento entre cooperativa e cooperado existem muitos, indo além do simples email e whatsapp podendo chegar até à uma vídeo chamada via 5g com o agrônomo da cooperativa para auxiliar no tratamento de uma peste na lavoura. Novidades como estas serão fator decisivo em determinarmos quais cooperativas comemoraram seus 200 anos de história, com safra recorde e alto número de cooperados engajados.

Propósito Supercampo e os desafios no mundo digital

A Supercampo chega com o propósito de sermos uma ferramenta para estreitarmos essa relação. Sendo a ponte entre o cooperado e as ofertas dos lojistas do ‘mundo exterior’, sempre com a supervisão e aval da cooperativa. Somos a extensão da loja física da cooperativa até a mão do cooperado através de seu celular, onde quer que ele esteja.

Representamos a preocupação da cooperativa em atender o seu cooperado, antes mesmo dele expressar tal necessidade. Estamos desafiando as dificuldades do cooperativismo agropecuário no ambiente digital.

Por fim, reitero uma das frases mais famosas que definem o ambiente único que estamos inseridos: ‘Existem 3 tipos de modelos de sociedade: Capitalismo, Socialismo e o Cooperativismo.’

Temos certeza que nossa solução contribuirá para o terceiro modelo seja cada vez mais presente no dia a dia dos agricultores brasileiros.

Faça parte da Supercampo!

Leia mais artigos sobre o tema em nosso blog da Supercampo.



Deixe um comentário