Por que o marketing está tão fragmentado?

No mundo que vivemos, no qual nos últimos anos, temos presenciado mudanças atrás de mudanças e de forma consecutiva temos que nos adaptar, o mundo coorporativo não ficou imune.

Durante a pandemia, as pessoas ficaram trancafiadas em casa, sem poder usufruir de lazeres até então, comuns.

Os empresários, sem este público, se puseram a pensar em uma forma de se comunicar com o público, entendendo que durante a pandemia, algo ficou muito evidente. A fragmentação do marketing, buscando formas diferenciadas de obter a atenção da audiência, foi alterada nos últimos anos. As pessoas não aceitam mais serem interrompidas, no seu espaço para que uma empresa faça o seu anúncio. Isso é muito profundo e verdadeiro.

O que é segmentação de mercado?

Segmento de mercado é um subgrupo de pessoas ou organizações que compartilham uma ou mais características e que tenham as mesmas necessidades de produtos. O processo de divisão de um mercado em segmentos ou grupos significativos, relativamente homogêneos e identificáveis, é chamado segmentação de mercado, diz Lamb (2004, p. 206).

 

 

E na prática?

Vamos elaborar um pouco mais…

  • Mercados-alvo

A capacidade de encontrar interesses ou características compartilhadas em segmentos de mercado facilmente definidos tornou-se mais desafiadora, pois os clientes individuais têm mais preferências individuais. As empresas atenderam às necessidades distintas dos indivíduos, oferecendo oportunidades de produtos e serviços mais personalizadas. Isso beneficia o cliente individual, mas torna muito mais difícil para a empresa projetar uma imagem e entregar mensagens que tenham sucesso em todo o mercado.

  • Fragmentação de Mercado

Fragmentação significa, distinto e separado do todo. Quanto mais os mercados são exclusivos e separados uns dos outros, mais fragmentados são. Segmentos exclusivos e facilmente identificáveis permitem que os profissionais de marketing entreguem mensagens mais relevantes. No entanto, a fragmentação severa impõe muitos desafios à eficiência de marketing e branding. As empresas geralmente desejam estabelecer uma reputação de marca que a diferencie dos concorrentes e ressoe em todo o mercado. Em mercados mais fragmentados, isso se torna muito difícil.

  • A dicotomia do novo milênio

O marketing tornou-se mais fragmentado à medida que os mercados-alvo e os meios de comunicação usados para alcançá-los se tornaram mais fragmentados. A fragmentação é geralmente contrária aos objetivos do marketing segmentado. Os profissionais de marketing desejam organizar o público em subconjuntos exclusivos de pessoas com características ou interesses comuns. Isso ajuda a reduzir os efeitos de mensagens fragmentadas. No entanto, o aumento da singularidade nos mercados e a proliferação da mídia desafiam esse objetivo.

  • Transformação da Mensagem

O surgimento do conceito de fragmentação de mercado no início do século 21 é irônico, pois é o oposto do velho ditado: “Seja tudo para todas as pessoas.” As empresas e os profissionais de marketing costumavam desenvolver uma mensagem universal e apresentá-la por meio da mídia de massa, na esperança de despertar o interesse e necessidade de todas as pessoas. Com o tempo, os profissionais de marketing começaram a entender que nem todas as pessoas desejam as mesmas coisas e, às vezes, desejam os mesmos produtos ou serviços por motivos diferentes. Isso levou à segmentação do mercado, em que um grande público é dividido em grupos menores e homogêneos de pessoas. Com o tempo, esses segmentos se tornaram mais exclusivos e fragmentados.

  • Proliferação de mídia

A mídia é o mecanismo de entrega de mensagens de marketing. A mídia tradicional inclui televisão, rádio, jornais e revistas. A Internet e a publicidade digital surgiram desde o final do século XX. Cartazes, anúncios em trânsito, aéreos e diretórios oferecem suporte para campanhas de marketing. As empresas descobriram que é mais difícil entregar uma mensagem que afeta um público considerável; elas questionam a eficiência de pagar pela entrega da mídia de massa, especialmente a televisão. Algumas empresas com grandes orçamentos ainda usam a mídia de massa para criar e manter a conscientização, outras buscaram novas tecnologias e oportunidades por meio de canais digitais, marketing direto e colocação de produtos em entretenimento.

E assim, vamos nos adaptando a novas formas de nos comunicarmos com o nosso publico, para que possamos ser cada mais convenientes e assertivos.

Quer saber como a Supercampo, pode te ajudar a alcançar um novo publico e aumentar a visibilidade da sua marca?

Não deixe de acompanhar nossos conteúdos nas nossas redes sociais e fale conosco.

Te esperamos.

Deixe um comentário